Rádio Web Apito Esportivo

Pesquisar este blog

segunda-feira, 1 de abril de 2019

Com um jogador a menos 85 minutos de jogo, Vila Nova arranca empate com o Atlético

Jogando o primeiro jogo da semifinal entre as equipes, Vila Nova e Atlético ficaram no empate de 1x1, mesmo sendo mandante, empate muito comemorado pelo Vila Nova por tudo que ocorreu no jogo.


Partida que foi marcada por uma tarde nada feliz do árbitro André Luiz Castro, que logo aos 4 minutos de jogo, expulsou o zagueiro Wesley Matos, em falta cometida no meio campo, se perdendo naquele momento no  seu trabalho.

O Atlético que já era apontado por muitos como o grande favorito, passou a ser ainda mais, com um jogador a mais, mas não teve qualidade e capacidade de vencer seu rival e muito menos abrir uma vantagem, para o jogo da volta.

Atlético só conseguiu marcar um gol após 1/3 do segundo tempo, através de Jorginho, a partir deste momento o que se viu em campo, foram os jogadores do Atlético tocando a bola de lado, sem qualquer objetivo em campo.

O castigo veio no final do jogo, com uma mudança audaciosa do treinador  Eduardo Baptista, que mesmo com um jogador a menos, tirou um volante, Denner, e colocou o atacante Juninho, para fazer sua estreia, que em uma arrancada fantástica, acabou conseguindo um pênalti, que originou o  gol de empate do artilheiro do Vila Nova, Alan Mineiro.

No jogo da volta, quem vencer esta na final, novo empate decisão nos pênaltis.

Ficha do jogo

Renda: R$ 91.860,00
Público: 5.620 pagantes

Gols: Jorginho 14’ 2T (Atlético); Alan Mineiro 43’ 2T (Vila)

Vila Nova: Rafael Santos; Felipe Rodrigues, Philipe Maia, Wesley Matos e Gastón Filgueira; Neto Moura, Denner (Juninho) e Alan Mineiro; Erick (Kekê), Michel Douglas (Luisão) e Facundo Boné.
Técnico: Eduardo Baptista

Atlético-GO: Mauricio Kozlinski; Jonathan (Reginaldo), Lucas Rocha, Gilvan e Nicolas; Washington (Gilsinho), Pedro Bambu e Jorginho (Moacir); Matheus, Pedro Raul e Mike.
Técnico: Wagner Lopes

Nenhum comentário:

Curta nossa Fan Page